Pane em Furnas causa apagão e deixa 450 mil sem luz em SP

Em pleno horário de rush, um apagão de quase uma hora deixou boa parte das regiões Centro, Leste e Norte da capital paulista sem abastecimento de energia elétrica. Mais de 450 mil consumidores foram afetados. Trólebus pararam de circular, passageiros ficaram presos nos ônibus, prédios ficaram no escuro, elevadores travaram, o trânsito apertou e os pontos de táxi lotaram na região da Rua Boa Vista. A pane, registrada das 17h55 às 18h45 desta quarta-feira, foi causada por falhas no sistema da Furnas Centrais Elétricas, com conseqüências em estações transformadoras terminais (ETT) da Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista (Ceteep), informou em nota a AES Eletropaulo.No Metrô, principalmente na Sé e por toda a Linha 1 - Azul (Tucuruvi-Jabaquara), os vagões circularam com atrasos consideráveis - não informados pela empresa - e as estações ficaram abarrotadas . Os transtornos foram das 17h55 às 18h10, em função da queda de energia elétrica em duas das três subestações elétricas (Canindé e Cambuci) da Linha 1. Com o problema, as viagens foram mais demoradas. Na Estação Sé, quando centenas de pessoas aguardavam a partida dos vagões - alguns no calor dentro do trem, outros lotando a plataforma - toda a iluminação caiu.Nos trilhos da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), houve lentidão nas Linhas E (Luz-Estudantes) e também na F (Brás-Calmon Viana). As escadas rolantes pararam e o clima de pânico reinou no subsolo do marco zero da Capital. Até que a voz nos alto-falantes anunciasse o problema técnico, muitos passageiros já tinham desistido, subido as escadas a pé e saído caminhando. Na CPTM, a restrição na velocidade atingiu a circulação dos trens das 17h55 às 18h37.Inicialmente, a luz no Carrão, Vila Matilde e Tatuapé, Zona Leste, voltaria às 21h. Nesse horário, porém, locais que já estavam com o abastecimento restabelecido sofreram novo apagão. ?Com a falta de luz, o movimento aqui caiu 50%?, disse Danielle Castello Branco, proprietária de uma pizzaria do Tatuapé.No Shopping Anália Franco, às 21h20, a força caiu por conta de um problema em uma subestação da Eletropaulo. As lojas fecharam, consumidores tentavam ir embora no escuro, clientes faziam as unhas sob luz de lanterna e, no pet shop, animais que tomaram banho não tinham como ser secos. Até as 23h, a distribuidora de energia na Capital não tinha previsão para resolver o quadro na área do centro comercial.

Agencia Estado,

08 de março de 2007 | 00h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.