Papa Bento XVI lamenta morte de d. Eugenio Sales

Em carta encaminhada ao arcebispo do Rio, religioso diz que cardeal era referência para a Igreja Católica

Felipe Tau - estadão.com.br,

10 de julho de 2012 | 10h19

O Papa Bento XVI encaminhou nesta terça-feira, 10, um telegrama ao Arcebispo do Rio de Janeiro, d. Orani João Tempesta, expressando pesar pela mote do Cardeal Dom Eugenio de Araujo Sales, na noite de segunda-feira.

Na carta, o líder da igreja católica refere-se a Dom Eugenio como um "intrépido pastor" e "autêntica testemunha do evangelho no meio do seu povo" e "ponto de referência e de fidelidade à Sé Apostólica".

Dom Eugenio, também arcebispo emérito da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, morreu às 22h30 em sua casa, na Residência Assunção, no Sumaré, zona norte do Rio. A causa da morte foi um enfarto agudo do miocárdio.

Veja a íntegra da carta enviada pelo papa:

"Exmo Revmo Dom Orani João Tempesta, Arcebispo de São Sebastião do Rio de Janeiro

Recebida a triste notícia do falecimento do venerado Cardeal Eugênio de Araújo Sales, depois de uma longa vida de dedicação à Igreja no Brasil, venho exprimir meus pêsames a si e aos bispos auxiliares, ao clero e comunidades religiosas, e aos fiéis da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, que por três décadas teve nele um intrépido pastor, revelando-se autêntica testemunha do evangelho no meio do seu povo.

Dou graças ao Senhor por ter dado à Igreja tão generoso pastor que, nos seus quase setenta anos de sacerdócio e cinquenta e oito de episcopado, procurou apontar a todos a senda da verdade na caridade e do serviço à comunidade, em permanente atenção pelos mais desfavorecidos, na fidelidade ao seu lema episcopal: "impendam et superimpendar" (gastarei e gastar-me-ei por inteiro por vós).

Enquanto elevo fervorosas preces para que Deus acolha na sua felicidade eterna este seu servo bom e fiel, envio a essa comunidade arquidiocesana, que lamenta perda dessa admirada figura, à Igreja no Brasil, que nele sempre teve um seguro ponto de referência e de fidelidade à Sé Apostólica, e a quantos tomam parte nos sufrágios animados pela esperança da ressurreição, uma confortadora bênção apostólica.

Benedictus PP. XVI"

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.