Papa deseja paz neste Natal para vítimas da guerra e do terrorismo

Papa deseja paz neste Natal para vítimas da guerra e do terrorismo

O pontífice pressionou a comunidade internacional a negociar uma solução para a crise síria e pediu a israelenses e palestinos que abandonem o ódio e a vingança

O Estado de S.Paulo

25 Dezembro 2016 | 10h05

CIDADE DO VATICANO - O papa Francisco desejou paz neste Natal para os que sofrem com as guerras e para aqueles que perderam pessoas amadas para o terrorismo que segundo ele leva "o medo e a morte" para muitas cidades e países. Falando no balcão central da Basílica de São Pedro neste domingo, 25, Francisco citou o sofrimento na guerra da Síria, especialmente durante "as batalhas mais terríveis" em Alepo.

O pontífice pressionou a comunidade internacional a negociar uma solução para a crise síria. Além disso, pediu a israelenses e palestinos que abandonem o ódio e a vingança.

Francisco também lamentou que, na Nigéria, "o terrorismo fundamentalista explore até as crianças", em referência ao uso de menores como suicidas no país. O papa lamentou os conflitos e tensões na África, no leste ucraniano, em Mianmar, na península coreana, na Colômbia e na Venezuela.

Dezenas de milhares de pessoas foram à Praça de São Pedro neste domingo de Natal. A multidão teve que enfrentar longas filas, devido à revista feita por segurança no local. AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.