AP Photo/Andrew Medichin
AP Photo/Andrew Medichin

Papa Francisco faz oração dominical por vídeo para 'evitar riscos de difusão' do coronavírus

Pontífice está há uma semana sem sair de casa, mas Vaticano descarta hipótese de contaminação por Covid-19

Redação, O Estado de S.Paulo

07 de março de 2020 | 10h43
Atualizado 12 de março de 2020 | 12h22

Neste domingo, 8, o papa Francisco fez sua tradicional oração do Angelus através de uma transmissão por vídeo, apresentada ao vivo de sua biblioteca e não da varanda na praça de São Pedro, como de costume. A decisão,  anunciada pelo Vaticano no sábado, 7, foi tomada para "evitar riscos de difusão" do coronavírus.

Tanto a oração do anjo quanto a catequese de Francisco foram retransmitidas diretamente pelo canal de televisão do Vaticano e sua página na web, uma medida aplicada em toda a Itália pela proibição de celebrar eventos com aglomerado de pessoas no país.

Nesta sexta-feira, 6, a cidade do Vaticano confirmou o seu primeiro caso de infecção pelo novo coronavírus, mas o papa não foi identificado com a doença. A Santa Sé informou que o pontífice sofre de um resfriado “sem sintomas relacionados a outras patologias”. 

Francisco está há uma semana sem sair da Casa Santa Marta, onde reside. O papa tem 83 anos e perdeu um dos pulmões durante a juventude, devido a uma doença respiratória. Na quinta-feira, 5, o diretor da Sala de Imprensa do Vaticano disse à agência Ansa que Francisco estava melhorando. / COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.