Alessandra Tarantino / AP
Alessandra Tarantino / AP

Papa Francisco fica preso em elevador e pede desculpas por atraso à missa

Pontífice passou 25 minutos aguardando resgate dos bombeiros após queda de energia; Papa pediu à multidão "um aplauso ao serviço dos bombeiros"

Redação, O Estado de S.Paulo

01 de setembro de 2019 | 08h38

O papa Francisco se atrasou para a tradicional oração dominical do Angelus, neste domingo, 01, porque ficou preso em um elevador do Vaticano e precisou ser resgatado pelos bombeiros.

"Tenho que pedir desculpas por chegar tarde. Fiquei preso em um elevador durante 25 minutos por um corte de energia, mas depois os bombeiros chegaram", disse o pontífice de 82 anos. "Um aplauso ao serviço dos bombeiros", pediu, no que foi imediatamente atendido pela multidão.

 

 

Francisco chegou sete minutos atrasado à Praça de São Pedro, o que provocou inquietações nas emissoras de TV italianas que exibem o Angelus ao vivo. Os canais informaram que era um incidente quase inédito.

O atraso incomum causou preocupação por possíveis problemas de saúde. Francisco perdeu parte de um pulmão na juventude, e as demonstrações de dor que escapam ocasionalmente lembram que a dor ciática é uma companhia quase constante para o pontífice. / AFP

Tudo o que sabemos sobre:
Papa Francisco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.