Papa Francisco pede que brasileiros lutem contra o tráfico de pessoas

Para Francisco, fiéis devem refletir sobre abusos dentro da família durante a Páscoa

O Estado de S. Paulo

05 de março de 2014 | 11h36

O papa Francisco pediu aos brasileiros nesta quarta-feira, 5, que se mobilizem contra o tráfico de pessoas, tema da Campanha da Fraternidade 2014. A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) lança a campanha oficialmente nesta quarta, data que marca o início da Quaresma.

O pontífice também afirmou que a "dignidade é igual para todos", em mensagem enviada aos católicos brasileiros. "Não é possível permanecer indiferentes sabendo que existem seres humanos comprados e vendidos como mercadorias! Tenhamos em conta as crianças das quais se tiram órgãos, as mulheres enganadas e obrigadas a se prostituirem, os trabalhadores sem direito e sem voz", disse Francisco, no Vaticano.

Em seu discurso, o papa ainda pediu que os fiéis refletissem durante a Páscoa sobre os abusos que acontecem dentro das próprias famílias. "Pais que escravizam seus filhos, filhos que escravizam seus pais, cônjuges que se esqueceram da chamada para este dom, se exploram como se fossem produtos de consumo, de usar e jogar fora, velhos sem lugar na sociedade e crianças e adolescentes sem voz", completou. Segundo Francisco, "quando se atinge a liberdade do outro, também se atinge a minha. É para liberdade que Cristo nos libertou", concluiu. /Com agências

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.