Papa reza por 2007 e comemorações de ano-novo ganham o mundo

O papa Bento XVI rezou neste domingo na cerimônia religiosa de ano-novo na Cidade do Vaticano, em Roma, que 2007 traga ao mundo "paz, conforto e justiça". Ao redor do mundo, as comemorações e preparativos do réveillon continuam a todo o vapor. Em Londres, milhares de pessoas brindaram a chegada de 2007 enquanto o Big Ben badalava.Na Romênia e Bulgária, a meia-noite marca um passo histórico, com os dois países se tornando os mais novos membros da União Européia. O mau tempo, porém, enfraqueceu as celebrações em outras partes da Europa.Em Belfast, na Irlanda do Norte, um show ao ar livre que traria a cantora de soul Beverley Knight e a banda de rock The Thrills foi cancelado devido à ameaça de ventos fortes.As autoridades de Glasgow, na Escócia, alertaram que fortes ventos e chuvas forçaram o cancelamento das tradicionais celebrações de Hogmanay na cidade, mas Edimburgo divulgou que vai manter sua festa, liderada pelos Pet Shop Boys e pelo cantor escocês Paolo Nutini.Na Bélgica, diversas queimas de fogos foram canceladas após duas tendas erguidas para as celebrações terem sido arrastadas pelo vento no sábado.Em Paris, nenhuma festa oficial foi planejada, mas milhares de pessoas eram esperadas na avenida mais famosa da cidade, a Champs-Élysées, para receber 2007.Em Sydney, uma enorme queima de fogos comemorou a chegada do ano-novo. A celebração é também uma celebração antecipada do 75º aniversário, em março de 2007, da inauguração da famosa Ponte da Baía de Sydney.Na Tailândia, as autoridades cancelaram a maior celebração de ano-novo de Bangcoc devido a bombardeios que atingiram a cidade, matando duas pessoas e ferindo 25. Milhares de pessoas que haviam se reunido no complexo de compras Central World Plaza para a celebração foram mandadas para a casa. Mais para o oeste, a Polícia filipina tentava conter casualidades nas comemorações. Apesar dos avisos, o número de pessoas feridas por rojões e tiros de celebração aumentou 75%, com 284 feridos, nas duas semanas anteriores à comemoração do ano-novo. Muitos filipinos acreditam que celebrações de ano-novo barulhentas ajudam a afastar o mal e o azar.Em outros lugares da Ásia, o tempo também inibiu as festividades. A agência estatal de notícias tailandesa alertou os viajantes sobre ondas de mais de três metros de altura varrendo as áreas costeiras no Golfo da Tailândia. Na vizinha Malásia, o Departamento Meteorológico alertou para ondas de mais de 4,5 metros de altura na costa leste do país, e nos estados de Sabah e Sarawak na ilha de Bornéu.Chuvas e tempestades sazonais atingiram grandes áreas da Indonésia por diversas semanas. Mais de 140 pessoas morreram e 13 mil casas foram destruídas na ilha de Sumatra nos últimos dias.No Japão, a Polícia estima que mais de 15 mil pessoas escalem montanhas, algumas o famoso Monte Fuji, para receber o primeiro nascer do sol do ano-novo.Na Índia, a polícia prendeu dois supostos militantes islâmicos a cerca de um quilômetro do local onde irá ocorrer a principal celebração do ano-novo de Nova Délhi.A Cidade do Cabo, na África do, Sul, preparou um show com os Menestréis do Cabo para celebrar a chegada de 2007.Nos Estados Unidos, pelo menos um milhão de pessoas são esperadas para lotar a Times Square em Nova York. As cantoras Christina Aguilera e Toni Braxton se apresentarão na festa.

Agencia Estado,

31 de dezembro de 2006 | 17h37

Tudo o que sabemos sobre:
reveillon

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.