DIVULGAÇÃO
DIVULGAÇÃO

'Papai Noel' é preso em Porto Alegre suspeito de abusar da filha

Abusos aconteciam desde que a criança tinha 5 anos de idade; menina, hoje com 12 anos, relatou o crime à mãe

Chico Guevara, Especial para O Estado

18 de fevereiro de 2016 | 15h43

PORTO ALEGRE - A Polícia Civil do Rio Grande do Sul prendeu, nesta quinta-feira, 18, um homem suspeito de abusar da própria filha desde quando a criança tinha cinco anos de idade. O preso atua como Papai Noel em shoppings da cidade há três décadas.

Atualmente com 12 anos, a vítima tomou coragem e relatou o caso à mãe, que procurou o Departamento Estadual da Criança e do Adolescente do Rio Grande do Sul. Conforme as investigações, o suspeito, de 65 anos, não mora com a menina, mas eles se viam regularmente.

A prisão ocorreu na casa do suposto agressor, na zona norte da capital. Em depoimento, ele negou os abusos. "Mas o depoimento da menina é bem consistente. Além disso, há conversas entre ele e sua ex-mulher, mãe da vítima, ocorridas após a menina relatar os abusos. Nos diálogos ele não admite o crime, mas pede perdão", detalha a delegada Andrea Magno.

Até o momento, nenhum outro relato de supostos abusos cometidos pelo homem chegou ao conhecimento das autoridades. "Mas vamos investigar o fato de ele trabalhar com crianças como Papai Noel. Por isso, qualquer possível vítima pode nos procurar", ressalta a delegada.

A polícia tem dez dias para concluir o inquérito e remetê-lo à Justiça. Enquanto isso, o suspeito permanecerá preso no Presídio Central de Porto Alegre.

 

Tudo o que sabemos sobre:
PORTO ALEGREPapai NoelJustiça

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.