Papai Noel recebe 6 mi de cartas no mundo todo

Neste Natal, Papai Noel deve receber mais de 6 milhões de cartas, enviadas por crianças de todo o planeta com seus pedidos de presente. A projeção é da União Postal Universal (UPU), entidade suíça que representa correios de todo o mundo. Hoje, segundo estudo da UPU, cerca de 20 países têm serviços para responder a esse tipo de correspondência.Tecnicamente, correios que recebem as cartas endereçadas a "Papai Noel, Pólo Norte" separam os envelopes como "não distribuíveis" e de "destinatário desconhecido". A primeira empresa de correio a responder a essas cartas foi a dos Estados Unidos, em 1912. Na Suíça e Áustria, a tradição existe desde 1950. "Em um momento em que os meios eletrônicos desafiam o futuro das cartas tradicionais, os operadores postais indicam que o número de cartas ao Papai Noel não pára de crescer", afirma a entidade no estudo. Em 2006, o número ficou abaixo de 6 milhões.Com base em dados de 2006, a UPU apurou que a Finlândia recebe nada menos que 750 mil cartas do exterior dirigidas ao Papai Noel, de 150 países. Isso porque muitos acreditam que o Papai Noel vive na Lapônia, região norte do país. Os campeões em volume total de cartas enviadas ao Papai Noel em 2006 foram França, com 1,2 milhão, e Canadá, com pouco mais de 1 milhão. A França, por exemplo, decidiu este ano contratar pessoas exclusivamente para responder às cartas de crianças russas. No Canadá, os correios respondem em 26 línguas e Papai Noel tem até um CEP: HOHOHO.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.