Para Aécio, Minas foi esquecida no novo ministério

O senador eleito Aécio Neves (PSDB-MG) criticou ontem a composição do ministério da presidente Dilma Rousseff ao afirmar que Minas foi excluída politicamente do primeiro escalão do governo federal. Aécio elogiou o ex-prefeito de Belo Horizonte e ex-aliado, Fernando Pimentel (PT), mas disse que a escolha de seu nome para a pasta do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior foi feita como parte da cota pessoal da presidente.

Eduardo Kattah, O Estado de S.Paulo

02 de janeiro de 2011 | 00h00

"Eu vejo que Minas, do ponto de vista político, ficou excluída do atual governo. Eu espero que isso não signifique a exclusão dos investimentos que nós precisamos ter em Minas, nas nossas rodovias, no metrô de Belo Horizonte, nos nossos aeroportos, na saúde e na educação", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.