Para assessora, nada indicava que Amaury iria se matar

Segundo a assessora de imprensa da griffe Frankie Amaury, Celina Penteado, nada no comportamento de Amaury Veras indicava que ele pensava em se matar ou estava em depressão. "Ontem (quarta-feira), ele seguiu sua rotina. Acordou cedo, foi para a fábrica na Lapa (Centro da cidade), onde passou o dia. No fim da tarde, como sempre fazia, foi até as lojas conferir o movimento e voltou para casa com o Frankie", contou ela."Ele tinha insônia e o Frankie, que dorme muito pesado, não notou qualquer problema com ele nem ouviu barulho durante a noite. Só encontrou o corpo pela manhã, quando acordou", disse a assessora.O corpo do estilista foi levado para o Instituto Médico Legal às 17h30m, para necrópsia. A assessoria ainda não informou quando e onde será o enterro.

Agencia Estado,

02 de setembro de 2004 | 17h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.