Para governo, função de aumento é ''''pedagógica''''

O plano do governo de aumentar em até 1.200% taxas aeroportuárias, como o ?Estado? mostrou ontem, tem, na visão de integrantes do Ministério da Defesa, função quase pedagógica para forçar empresas a cumprirem horários e manterem regularidade de vôos. O entendimento dos técnicos é que o País dispõe de infra-estrutura suficiente e, superados os motins de controladores, não há motivos para caos em aeroportos. No governo, atribui-se parte dele a artifícios das companhias, que retardariam decolagens para esperar passageiros de conexões, causando atrasos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.