Para Lula, deportação de brasileiros da Espanha é 'eleitoreira'

Presidente diz que conservadores estão preocupados com domingo e querem 'proibir' entrada de pobres

Fabiana Cimieri, de O Estado de S. Paulo,

07 de março de 2008 | 22h50

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta sexta-feira, 7, que o problema dos brasileiros impedidos de entrar na Espanha "obviamente está ligado à questão eleitoral" e afirmou: "os partidos mais conservadores têm uma vontade de quase proibir que os pobres de outros países adentrem nos seus, sem lembrar que um dia nós recebemos os pobres dos países deles".   Saiba como agir se for barrado em aeroporto Espanha não agiu de maneira errada, dizem especialistas Brasileiros barrados na Espanha chegam a SP Brasil ameaça restringir entrada de espanhóis no País Brasil deve adotar medidas contra espanhóis?     Lula pretende conversar com o primeiro-ministro vencedor da eleição espanhola marcada para domingo. E disse que a única coisa que ele quer é reciprocidade. "A eleição (na Espanha) termina no domingo e eu espero que na próxima semana tenha um contato com quem for eleito presidente para conversar, porque não é possível que depois de tantos anos de relação tenha brasileiro sendo proibido de entrar na Espanha", declarou o presidente ao chegar ao Palácio das Laranjeiras, na zona sul do Rio, para um jantar oferecido ao presidente português, Aníbal Cavaco Silva.   Segundo Lula, o tema da imigração é "muito forte" na Espanha. O presidente ressaltou a relação "histórica" do Brasil com os espanhóis. "A única coisa que eu peço é que todos os países do mundo tratem os brasileiros como nós tratamos eles aqui."   Na chegada, Lula também comentou as visitas que fez a três favelas, pela manhã. "Nunca vou esquecer a cara daquelas pessoas mais simples. Eu estava vendo esperança, porque finalmente o Estado chegou. Se morresse agora, morreria satisfeito." Pouco antes, no início da noite, ele e Cavaco Silva participaram de cerimônia comemorativa do bicentenário da chegada da Corte Portuguesa ao Brasil, no Museu Histórico Nacional, centro do Rio.

Tudo o que sabemos sobre:
brasileiros deportadosMadriEspanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.