Para Marina, ''onda verde'' vai levá-la ao 2º turno

A candidata do PV à Presidência, Marina Silva, voltou a usar a expressão "onda verde" para dizer que as pesquisas mostram o que ela sente nas ruas. "Estamos criando uma verdadeira onda verde, que vai para o segundo turno, porque debatemos propostas e não fomos para o vale-tudo eleitoral", disse ontem.

Evandro Fadel / CURITIBA, O Estado de S.Paulo

25 de setembro de 2010 | 00h00

"Agora o Brasil vê em nós uma candidatura viável no segundo turno, com credibilidade para manter as conquistas, corrigir os erros e avançar para novos desafios", afirmou Marina. "Sinto uma onda verde gigantesca a favor de um projeto que priorize a educação, saúde, segurança pública e cuidado com o meio ambiente."

Questionada sobre a capitalização da Petrobrás, cuja cerimônia foi presidida pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Marina defendeu a necessidade de haver critérios na exploração do pré-sal. "Tem de ser explorado com tecnologia altamente segura para evitar desastre como os do Golfo do México." Ela alertou que o processo precisa estar atrelado a uma "visão inovadora, com transparência e acompanhamento da sociedade civil". Marina Silva ficou cerca de meia hora na Universidade Federal do Paraná (UFPR), onde deu entrevista e cumprimentou eleitores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.