Para Marta, subprefeituras são sua maior vitória

A prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT), disse nesta sexta-feira, no Rio, que a aprovação do projeto de lei para criação das 31 subprefeituras foi a maior vitória de seu governo na Câmara de Vereadores. Segundo Marta, as subprefeituras devem estar funcionando até dezembro de 2004. Para a prefeita, a ampliação do número de áreas vai beneficiar as localidades carentes que ainda não contavam com a presença do Estado e também regiões de mananciais que precisam ser preservadas. "Há dez anos São Paulo luta para ter subprefeituras", disse ela. "Eu fico muito feliz que a gente tenha conseguido criá-las. Agora vamos ter o trabalho da descentralização, de levar as secretarias para a ponta, preencher os cargos com funcionários para atender à população local", afirmou. Marta disse que não haverá esquema de loteamento da capital por conta das indicações para os 280 cargos de confiança a serem criados nas unidades - como ocorreu durante a gestão do prefeito Celso Pitta (PSL). "Eu não tenho temor nenhum. Não vai ter loteamento nenhum enquanto eu for prefeita", afirmou. Ela lembrou que em São Paulo há administrações regionais com 1,2 milhão de pessoas - segundo Marta, a prefeitura vai tentar reduzir esse número para 650 mil. "Cada subprefeitura é uma cidade e o cidadão vai ter o atendimento na ponta", disse. Marta esteve no Rio para uma caminhada pela candidatura da governadora petista Benedita da Silva à reeleição, no centro da cidade. Ela fez comício e depois participou da inauguração do comitê de campanha de Benedita, na zona sul.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.