Para ministra, manter o ritmo de investimento de 2010 é positivo

Miriam Belchior admite, entretanto, que há uma lentidão ''natural'' no andamento dos projetos neste início de governo

Lu Aiko Otta, O Estado de S.Paulo

01 Agosto 2011 | 00h00

BRASÍLIA

O governo vê como positivo o desempenho do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), apesar de haver realizado investimentos praticamente no mesmo nível do ano passado. A ministra do Planejamento, Miriam Belchior, frisou que 2010 foi "o melhor ano do PAC", por isso manter o ritmo já é considerado um bom desempenho.

Por outro lado, reconheceu que o início de um novo governo traz uma lentidão natural ao andamento dos projetos. As denúncias que atingiram o Ministério dos Transportes, que possui a segunda maior fatia do PAC, têm "reflexo controlável", segundo admitiu o titular da pasta, Paulo Sérgio Passos.

O fato de a presidente Dilma Rousseff haver dedicado o primeiro semestre a pagar gastos contratados por Luiz Inácio Lula da Silva não é um problema, segundo Miriam. Ela disse que a maior parte das obras foi realizada este ano, e não em anos anteriores. "O orçamento é de 2010, mas as obras foram feitas no atual governo", explicou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.