Para Roberto Freire, presença ostensiva de Lula no palanque de Dilma pode prejudicar candidata

FIO DA NAVALHA

, O Estado de S.Paulo

09 de setembro de 2010 | 00h00

O presidente nacional do PPS, Roberto Freire, avaliava, no intervalo do debate, que a ausência de Dilma Rousseff poderá ter um efeito não estimado pelo PT. "Em vez de resguardá-la, o PT a expõe negativamente, porque as pessoas começam a questionar o preparo de Dilma para governar", afirmou o ex-deputado. Segundo ele, os trackings da oposição começam a mostrar uma certa "oscilação no quadro eleitoral" e a recusa de Dilma em participar de debates pode corroborar com esse movimento. "Já há sinais de que a estabilidade dela nas pesquisas não é tão duradoura", disse. A presença ostensiva do presidente Lula na campanha de Dilma, afirmou Freire, coloca a petista no fio da navalha. "A presença de Lula também traz um complicador na medida em que cresce um sentimento de que ela pode não ser capaz de presidir o País. Lula é candidato demais. Ele se coloca no fio da navalha", opinou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.