Para turista, Rio é mais perigoso que Iraque

O turista iraniano Ebi Ghorbani disse que estaria mais seguro no Iraque do que no Rio de Janeiro. Ele estava no lobby do hotel Meridien, no Leme, zona Sul, quando, por volta de três horas, ouviu um forte barulho de explosão vindo da frente do hotel. Ele viu ainda que as lâmpadas haviam quebrado. "O Rio é um lugar muito perigoso e Copacabana também", disse Ghorbani que é um empresário de 52 anos. Ele ficou uma semana no Rio e parte hoje para Londres (a viagem já estava marcada). O Esquadrão Anti-Bombas está periciando as vidraças do hotel danificadas pelo explosivo, possivelmente uma bomba caseira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.