Parada Gay levanta R$ 503 mil de empresas

A Parada do Orgulho Gay de São Paulo, que acontece domingo nas ruas da capital paulista, foi beneficiada pela Lei do Mecenato do Ministério da Cultura. Com justificativa de promover shows artísticos e mostras de cinema, a Associação do Orgulho Gay conseguiu permissão do ministério para arrecadar um total de R$ 503.718,00 de empresas e pessoas físicas. No ano passado, a entidade obteve R$ 441.726,14. Neste ano, o governo ainda aprovou o repasse de R$ 43.100,00 do Fundo Nacional de Cultura para a realização da versão baiana da Parada Gay, realizada no último final de semana em Salvador. "Não estamos repassando recursos para um movimento social, mas para um movimento cultural", justificou o ator e secretário de Identidade e Diversidade Cultural do ministério, Sérgio Mamberti. "O ministério trabalha com um conceito ampliado e moderno." Na avaliação do secretário, a realização da parada é uma ação que ajuda a divulgar a "bandeira" e as expressões artísticas do movimento gay.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.