Paraisópolis: balas perdidas ferem mulher e criança

Uma mulher e uma criança foram baleadas no fim da tarde de ontem durante tiroteio entre três homens e policiais militares, na Favela Paraisópolis, zona sul de São Paulo. Segundo informações da Polícia Militar, três homens que estavam em um Fox foram abordados durante patrulhamento. Os suspeitos fugiram, abandonando o carro perto de um campo de futebol, na Rua Melchior Giola. Em seguida, correram para dentro da favela, começando um tiroteio com os policiais. Ao entrarem na comunidade, PMs encontraram uma mulher e uma criança, provavelmente mãe e filho, baleados, próximo ao local do tiroteio. Na versão dos moradores, os policiais detiveram um suspeito e, enquanto um policial o revistava no campo de futebol, outro pedia reforços. O suspeito agrediu o policial que o revistava e fugiu. Segundo moradores, apenas os policiais atiraram e acabaram atingindo uma mulher e uma criança. As vítimas foram levadas ao Hospital Albert Einstein e estão fora de perigo, segundo a polícia. Ninguém foi preso. Foram aprendidas duas armas, uma perto da favela, outra no Fox. RIO Em Vila Isabel, zona norte do Rio, três pessoas morreram e seis ficaram feridas num tiroteio anteontem entre policiais e traficantes do Morro dos Macacos. Uma das vítimas foi Vera Rodrigues, de 35 anos, que chegava em casa de uma festa quando foi atingida por bala perdida. Outra, o morador Reginaldo Santos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.