Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Mycchel Legnaghi / São Joaquim Online
Mycchel Legnaghi / São Joaquim Online

Paraná e Santa Catarina registram temperaturas mais baixas do que a Patagônia e bases da Antártida

No Rio Grande do Sul, a temperatura ficou abaixo de zero em 53 cidades

Mariana Hallal, O Estado de S.Paulo

20 de julho de 2021 | 15h02

O frio foi intenso no Sul do País nesta terça-feira, 20. Partes do Paraná e de Santa Catarina registraram mínimas de até -8,2ºC, temperatura menor do que a aferida na Patagônia e em bases da Antártida. No Rio Grande do Sul, 53 cidades tiveram temperaturas negativas. Os dados foram compilados pela MetSul Meteorologia.

Em Santa Catarina, o recorde de -8,2ºC foi registrado em uma estação meteorológica da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri) em Urupema. No Paraná, a mínima marcada na estação do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) em General Carneiro chegou a -7,9ºC negativos. 

As mínimas nos dois Estados foram mais baixas que as registradas na Patagônia, segundo informações do Serviço Nacional de Meteorologia da Argentina. Santa Catarina e Paraná também bateram as mínimas de algumas bases da Antártida, como a base Orcadas (-6,6ºC), base Carlini (-7,8ºC), Centro Antártico Eduardo Frei (-6,6ºC), base Arturo Prat (-5,9ºC), base Bellingshausen (-5,8ºC) e base King Sejong (-6,6ºC).

No Rio Grande do Sul, 53 cidades com estações meteorológicas registraram temperaturas negativas. A mínima foi de -6ºC em Vacaria, nos Campos de Cima da Serra. A Região Metropolitana de Porto Alegre e o Litoral Norte foram as únicas regiões onde os termômetros ficaram acima de zero.

De acordo com a MetSul, a geada foi forte na maioria dos municípios gaúchos e de forte a severa em alguns. Isso deve provocar reflexos na cultura de trigo e prejuízos grandes para produtores de hortaliças. Os campos amanheceram brancos em grande parte do interior do Estado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.