Paraná encerra doações a SC a pedido do próprio Estado

Espaços destinados a guardas as doações estão lotados e Defesa Civil pede que doações continuem em dinheiro

Evandro Fadel, de O Estado de S. Paulo,

03 de dezembro de 2008 | 10h14

A coordenação da Defesa Civil do Paraná anunciou o encerramento da campanha de coletas de donativos destinados às vítimas das enchentes de Santa Catarina. Segundo o chefe da Casa Militar e coordenador da Defesa Civil do Paraná, tenente-coronel Washington Alves da Rosa, o pedido para suspensão foi feito pelo próprio Estado vizinho, em razão de todos os espaços destinados a armazenamento estarem lotados.   Veja também: Saiba como ajudar as vítimas das chuvas  Chuva inunda ruas em Blumenau e Itajaí Ligação entre SC e PR deve ser liberada Mais de 5,5 mil imóveis continuam sem luz Situação de solo não mudou em SC, diz IPT Desvio é feito na principal ligação entre PR e SC IML divulga lista de vítimas identificadas Repórteres relatam deslizamento em Ilhota  Mulher fala da perda de parentes em SC Tragédia em Santa Catarina  Blog: envie seu relato sobre as chuvas  Veja galeria de fotos dos estragos em SC   Tudo sobre as vítimas das chuvas          "Apesar de existirem cinco centros de recebimento e distribuição de donativos em Santa Catarina, o volume de donativos arrecadados é tão grande que superou, no momento, as necessidades iminentes dos catarinenses", disse Rosa, por meio da Agência Estadual de Notícias.   No entanto, continua a solicitação para que doações em forma de dinheiro sejam feitas por meio das contas bancárias abertas em vários bancos. Rosa acentuou que o Paraná continua auxiliando Santa Catarina com o envio de médicos, enfermeiros, remédios e materiais hospitalares. Em sete dias, a Defesa Civil mandou cerca de 2,6 mil toneladas de donativos para o Estado vizinho.   Nesta quarta-feira, 3, ainda deveria seguir mais um comboio com doações armazenadas no quartel do Corpo de Bombeiros em Curitiba. Além do órgão oficial, várias empresas particulares realizaram coletas e levaram os donativos diretamente a Santa Catarina.   Mesmo com o encerramento da campanha, o chefe da Casa Militar disse que os postos do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Programa do Voluntariado Paranaense continuarão abertos para eventuais doações. Neste caso, ele recomenda que se dê prioridade a alimentos, água potável e materiais de limpeza.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.