Paraná registra recordes de temperaturas negativas

Num dia de temperaturas mínimas recordes em praticamente todas as regiões do Paraná, os termômetros marcaram 4,1 graus negativos em Palmas, no sul do Estado, nesta terça-feira, 5. O município, considerado o mais frio do Paraná, fica em uma região plana, com altitude de aproximadamente mil metros. De acordo com o Instituto Tecnológico Simepar, em função do vento, a sensação térmica era de 9 graus negativos. Em Curitiba, a temperatura chegou a 1,2 grau entre 6 e 7 horas da manhã, com sensação térmica de 3 graus negativos. Foram os recordes de temperaturas negativas desde 1997, quando o Simepar iniciou a coleta de dados.Outros municípios também tiveram índices negativos nesta terça-feira, como em Pinhais, onde a temperatura chegou a 0,9 grau, e Cerro Azul, com 0,5 grau, ambos na região metropolitana de Curitiba. No centro-sul, Guarapuava apresentou 2,8 graus negativos. Os termômetros em Toledo, no oeste do Estado, marcaram 1,5 grau negativo, e em Campo Mourão, no centro-oeste, o frio chegou a 0,3 grau negativo. A região noroeste, normalmente com as temperaturas mais altas do Paraná, marcou nesta terça-feira 2,7 graus em Paranavaí e 4,5 graus em Umuarama. No início da manhã, a maior temperatura no Estado foi registrada em Guaratuba, no litoral, com 6,2 graus, mesmo assim o recorde de frio naquele município.As baixas temperaturas resultaram na formação de geada em quase todo o Estado. As plantações de verduras foram as que mais sofreram, principalmente porque a camada de gelo era espessa quando o sol apareceu, por volta das 8 horas. De acordo com o Simepar, o frio intenso continua nesta quarta-feira, 6, com novas geadas. A massa de ar polar, que propicia as temperaturas negativas, começa a perder força na quinta-feira,7.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.