Parati atropela 7 pessoas no Rio de Janeiro

Sete pessoas ficaram feridas após serem atropeladas por uma Parati dirigida por suspeitos que fugiam de uma perseguição policial, hoje de madrugada, na Glória, zona Sul do Rio de Janeiro. Daiane Pereira das Neves, de 48 anos, teve a bacia quebrada e foi a única das vítimas a permanecer internada no Hospital Souza Aguiar, no Centro, porque até o seu estado de saúde é considerado grave, e há a possibilidade de uma de suas pernas ser amputada.O acidente ocorreu após a parati, ocupada por quatro homens, avançar o sinal vermelho entre as ruas da Glória e Benjamin Constant e bater no táxi Santana, placas LNQ 7579. Com o impacto, o táxi desgovernou-se e atropelou cinco pessoas que faziam um lanche em uma Kombi que vende cachorro quente na esquina das ruas.Daiane foi a que mais sofreu ferimentos, porque ficou presa entre o táxi e a Kombi e perdeu muito sangue. Com as outras quatro vítimas, além do motorista do táxi e uma passageira, ela foi levada para o Souza Aguiar.Dos quatro ocupantes da Parati, a Polícia Militar prendeu três. A pessoa que supostamente dirigia o veículo conseguiu fugir. O restante do grupo permanece detido na 9ª Delegacia de Polícia Civil do Catete, zona Sul.De acordo com o delegado do 9ª DP, Daniel Mayar, os três detidos apontaram o fugitivo como o motorista e disseram ter pego uma carona no veículo. Os três ainda afirmaram que todos haviam se conhecido durante a madrugada em um baile funk.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.