Pardo é solto com liminar do STJ

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) concedeu ontem liminar em habeas corpus ao advogado Luís Roberto Pardo, que estava preso preventivamente acusado de violar o segredo de justiça das investigações decorrentes da Operação Têmis. Pardo é apontado pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal como pivô do suposto esquema de vendas de sentenças judiciais a bingos em São Paulo desmantelado na Têmis.

O Estadao de S.Paulo

21 Julho 2007 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.