Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Parentes começam a velar vítimas de acidente no RJ

Os velórios das vítimas mortas em acidente com ônibus de turismo no Rio de Janeiro estão sendo realizados desde as 2h da madrugada desta quinta-feira. Os corpos vieram do município de Paraíba do Sul (RJ), em um caminhão-baú. Com exceção de Sérgio Marciano dos Santos, de 39 anos, cujo corpo seguiu para o cemitério de Vila Alpina, os demais velórios ocorrem em São Bernardo do Campo. Na Paróquia Jesus de Nazaré, em Vila São José, bairro onde morava a maior parte das vítimas, pelo menos quatro mil pessoas se reuniram. Ali estão sendo velados Luzia Poti Pinto, de 56 anos, seu filho, Claudinei Donizeti Paulo, de 36, e o neto, Lucas Lopes Paulo, de 9. Também estão sendo velados o casal Lucimara da Costa Souza, de 21 anos, e Renato Rodrigues, de 25, e a filha deles, Yasmin Costa Souza, de 2 anos. A sétima vítima é Sirley José Tiago, de 60 anos. No cemitério da Colina ocorrem os velórios de Janaína Aparecida da Silva, de 28 anos, Mateus da Silva, de 9, e Sandra Adriana Ramos, de 33. Todos serão sepultados ainda na quinta-feira. O motorista do ônibus, José Nelson da Silva Neto, de 43 anos, indiciado por homicídio culposo (sem intenção), permanece detido na carceragem da delegacia de Paraíba do Sul. O acidente com o ônibus de turismo ocorreu na manhã de terça-feira, na rodovia Lúcio Meira, BR-393, entre os municípios de Vassouras e Paraíba do Sul. O ônibus fretado voltava de Guaraciaba, na zona da mata mineira. Além das onze pessoas que morreram, outras 44 ficaram feridas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.