Parentes dos líderes da Renascer também são processados

Os filhos e o genro dos líderes da Igreja Renascer agora também respondem pelos crimes de lavagem de dinheiro, evasão de divisas e estelionato contra fiéis. A filha do casal, Fernanda Hernandes Rasmussen, seu marido, Douglas Adriano Rasmussen, e seu irmão, Felippe Daniel Hernandes - conhecido como Bispo Tide -, foram incluídos como réus no processo que tramita na 1ª Vara Criminal de São Paulo e já resultou na decretação da prisão preventiva e no bloqueio dos bens de Sonia e Estevam Hernandes. Os filhos e o genro dos fundadores da Renascer ainda não foram citados, mas tiveram seus nomes incluídos no processo no início desta semana. O juiz da 1 ª vara Criminal, Paulo Antônio Rossi, acatou denúncia do Ministério Público e os transformou em réus por conta de sua participação em algumas das dez empresas que teriam sido usadas para a prática de lavagem de dinheiro. Fernanda é dona do Haras Agropastoril Reobot, em Atibaia, no interior de São Paulo, já bloqueado pela Justiça. Felippe Hernandes e Douglas Rasmussen são sócios de outras quatro empresas, entre elas a Fundação Evangélica Trindade, dona da concessão da Rede Gospel. Mantidos em liberdade condicional na Florida por tentar entrar em Miami com dólares não declarados, Estevam e Sonia Hernandes continuam pregando para os fiéis da Igreja, por meio da internet. Em suas falas atribuem seus problemas a judiciais a perseguições contra o povo evangélico.

Agencia Estado,

02 Fevereiro 2007 | 09h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.