Parque Trianon completa hoje 111 anos

O Parque Trianon, um dos mais antigos de São Paulo e que faz parte da Avenida Paulista, está completando 111 anos nesta quinta-feira. O parque passou por reformas e especulou-se que poderia passar a funcionar 24 horas por dia. O secretário municipal do Meio Ambiente, Adriano Diogo, explicou hoje que, dentro de 60 dias, o Trianon ficará aberto das 5 horas até às 22 horas. Para garantir a segurança dos frequentadores, vai ser inaugurada hoje uma unidade da Guarda Civil Metropolitana (GCM), que vigiará o parque e as imediações. O parque é uma área verde de 48.624 m2 remanescente da Mata Atlântica. Inaugurado em 1892 como Parque Villon, logo se transformou num elegante ponto de encontro paulistano. Nos anos 30, passou a se chamar Parque Tenente Siqueira Campos. As mais significativas intervenções foram as do arquiteto inglês Barry Parker e a de Burle Marx. Possui 46 espécies nativas, como sapucaia, araticum, canela, jacarandá, jequitibá, cabreúva e seringueira, e diversas esculturas. Diogo garantiu ao Bom Dia SP, da TV Globo, que o Trianon já está livre do estigma de ser um parque marginalizado. Segundo ele, as crianças já têm aulas livres no local, as senhoras fazem suas caminhadas e a área voltou a pertecer à comunidade. O secretário aproveitou para convidar às pessoas para que compareçam, a partir das 18 horas, para ver os shows de Jorge Mautner e Nélson Jacobina.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.