Partidos buscam fusões para passar cláusula de barreira

O Partido Verde (PV) estuda uma fusão com o Partido Social Cristão (PSC), e o Partido Popular Socialista (PPS) está em negociação para incorporar o Partido Humanista da Solidariedade (PHS). O Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) já acertou a incorporação do Partido dos Aposentados da Nação (PAN). A cláusula de barreira veta o direito ao fundo partidário e ao horário eleitoral gratuito às legendas que não alcançaram 5% dos votos no País em pelo menos nove Estados, por isso as fusões dos partidos chamados nanicos. O deputado Roberto Freire, presidente do PPS, diz estar seguindo uma solicitação da nova bancada do partido, que definiu a superação da cláusula de barreira como tarefa fundamental, para não ter atividade limitada no Congresso Nacional, nas Assembléias Legislativas e Câmaras de Vereadores. A incorporação do PHS é suficiente para o PPS ultrapassar a exigência da cláusula de barreira, mas Freire confirma também conversas com o PV, para a possível construção de ?algo que seja uma construção política, não apenas para superar a cláusula?. Nesse caso, a negociação é mais complexa. ?Dentro do PV, há pessoas que imaginam que podem prescindir da atividade político-parlamentar e manter-se como movimento?, explica o deputado. ?Temos muito chão ainda, estamos conversando?, diz o presidente do PV, José Luiz Penna, sobre um possível acordo com o PPS. PSOL e PCdoBEnquanto PL, PTB, PPS e PV articulam, outras legendas garantem que não vão usar este recurso. É o caso do PSOL e do PCdoB, que pretendem apenas lutar para que seus parlamentares não percam representatividade e admitem, no máximo, formar um bloco parlamentar. ?O caminho é o bloco parlamentar?, diz o deputado Chico Alencar (PSOL/RJ), que vê possibilidade de acordo com o PCdoB e o PV, que elegeram 13 deputados cada um - com os 3 do PSOL, seriam 16. Segundo ele, a idéia é deixar os parlamentares desse futuro bloco livres para votar como quiserem quando houver divergências. O PCdoB, no entanto, avisa que essa discussão não ocorreu até o momento e que só vai cuidar do assunto depois do segundo turno da eleição presidencial. O presidente do partido, Renato Rabelo, faz uma ressalva no que se refere ao partido da senadora Heloísa Helena, especificamente. Como ficam as BancadasConfira na relação abaixo como ficaram as bancadas dos partidos após as eleições do dia 1º, já considerando as movimentações ocorridas posteriormente. Se for aplicada a regra mais rígida da cláusula de barreira, apenas os sete primeiros têm condições de atuar plenamente. Deputados eleitos por partido:1) PMDB - 89 2) PT - 83 3) PSDB - 66 4) PFL - 65 5) PP - 41 6) PSB - 27 7) PDT - 24 Não superaram a cláusula de barreira: 8) PL - 23 9) PTB - 22 9) PPS - 22 10) PV - 13 11) PCdoB - 13 12) PSC - 9 13) PTC - 3 13) PSOL - 3 14) PMN - 3 15) PHS - 2 16) Prona - 2 17) PAN - 1 18) PRB - 1 19) PTdoB - 1

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.