PAS sofre intervenção no Módulo Leste

A Secretaria Municipal da Saúde da capital paulista decretou intervenção parcial do Módulo Leste do antigo Plano de Atendimento à Saúde (PAS), por causa de diversas denúncias e irregularidades. Os crimes, como improbidade administrativa, peculato e enriquecimento ilícito foram denunciados ao secretário Eduardo Jorge pelo ouvidor do município, Benedito Mariano. "A Secretaria vai assumir o comando econômico financeiro e contábil do Módulo Leste", disse o coordenador geral do Modelo Cooperativado, Henrique Carlos Gonçalves. A medida será publicada no Diário Oficial de amanhã.O atual coordenador regional do Módulo Leste, Rubens Kon, será a pessoa de confiança da secretaria na unidade, com o cargo de diretor de operações. Kon vai trabalhar junto com o atual presidente do módulo, José Fernando Lemos Pontes, que continuará responsável pela parte técnica. Ao todo, a ouvidoria apresentou 114 denúncias contra o PAS, e designou o delegado Luiz Fernando Rebello para fazer as investigações policiais no módulo. O ouvidor prometeu encontrar-se em uma semana com representantes da Secretaria para analisar a intervenção no Módulo Leste e apresentar outras possíveis denúncias sobre irregularidades nas demais unidades. "Há indícios do crime de mesma natureza em todos os módulos", disse o ouvidor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.