Passa bem menina que recebeu prótese no crânio

Passa bem a menina Stefanie Silva, de 10 anos, submetida nesta sexta-feira, no Hospítal Cristo Redentor, em Porto Alegre, a uma cirurgia para implantação de prótese de cimento cirúrgico especial que cobre cerca de 50 por cento do seu crânio. As informações são da Agência Brasil.No dia 20 de setembro, a menina teve parte da calota craniana retirada ao ser submetida a uma cirurgia para extração de um tumor na parte frontal da cabeça. A cirurgia foi bem sucedida, e em três semanas Stefanie teria a calota craniana reimplantada em procedimento cirúrgico que vem sendo realizado no Hospital Cristo Redentor, com a utilização do próprio material humano.Depois de três protelações da cirurgia, o pai da menina, o jornalista catarinese Jairo Miguel Silva, de 32 anos, descobriu, por informações de um estagiário do hospital, que a calota do crânio de sua filha, que deveria ser reimplantada, havia sido descartada por descuido no lixo hospitalar. Jairo recorreu ao Ministério Público pedindo providências e fez a denúncia por meio da imprensa. Além dos prejuízos imediatos, ele questiona também como será o futuro de sua filha, já Stefanie está em fase de crescimento e a prótese não cresce.A superintendência do hospital instaurou sindicância para descobrir os responsáveis pelo incidente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.