Passageira agride com muletas motorista de ônibus

Uma passageira de ônibus agrediu a golpes de muletas o motorista da linha 512 (Leblon-Urca) e quase provocou um acidente na Avenida Pasteur, na Urca, zona sul do Rio de Janeiro, na tarde desta quarta-feira. A mulher se irritou porque o motorista Adalberto Mouzinho da Silva, de 39 anos, não quis parar fora do ponto.O motorista estava há poucos minutos de encerrar o expediente e não quis parar fora do ponto de ônibus para a passageira Fátima Ferreira de Souza, de 48 anos, deficiente física, que usa prótese no lugar de uma das pernas. Silva alegou que havia muitos carros na pista, e que se parasse poderia causar um acidente.De acordo com os passageiros, Fátima ficou irritada e atacou o motorista com as muletas. "Foi muito rápido e de repente ele deu uma freada brusca. Todo mundo foi jogado para a frente do ônibus", disse a fisioterapeuta Simone Fernandes. "Por pouco os carros que vinham atrás não bateram na gente."Silva dirigiu ainda por 500 metros até uma cabine de polícia, onde Fátima foi detida. "Não sei o que fiz para ela. Não esperava essa reação", disse o motorista, abalado com os golpes, que provocaram dois cortes no nariz, que pode ter sido quebrado. Fátima recusou-se a dar entrevistas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.