Passageira de ônibus sequestrado permanece em estado grave no Rio

Baleada no tórax, ela está internada no Hospital Souza Aguiar, no centro da cidade

Solange Spigliatti, estadão.com.br

11 de agosto de 2011 | 13h55

SÃO PAULO - A passageira Lisa Mônica Pereira, de 46 anos, baleada durante sequestro do ônibus da linha Praça XV-Duque de Caxias na noite de terça-feira permanece em estado grave, segundo a Secretaria Municipal de Saúde.

 

Veja também:

link PMs alvejaram ônibus e ferira reféns no Rio; cúpula da Segurança admite erro

link Entre os detidos está sobrinho de Beira-Mar

link 'Se PM não atirasse, minha mãe estaria em casa'

blog  Prioridade deveria ser proteger o cidadão e não atacar o 'inimigo'

 

 

 

Ela levou um tiro no tórax, sofreu fratura de costela e clavícula e contusão pulmonar. Lisa passou por cirurgia na terça-feira, quando chegou ao hospital. Ela está internada no Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro do Rio.

 

Nesta quinta-feria, a delegada da 6ª Delegacia de Polícia, em Cidade Nova, Sânia Carvalho, anunciou nesta quinta-feira, 11, que indiciará por lesão corporal os dois PMs que assumiram terem feitos os disparos contra o ônibus.

 

Além de Lisa, outros dois baleados durante o sequestro ao ônibus na Avenida Presidente Vargas permanecem internados no Hospital Municipal Souza Aguiar. A.P.C, de 56 anos, que levou um tiro no pescoço e passa bem, e F.G.S, de 30 anos, que recebeu um tiro na coxa esquerda, passa bem e está em observação.

Tudo o que sabemos sobre:
ônibussequestroRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.