Passageira de ônibus sequestrado permanece em estado grave no Rio

Baleada no tórax, ela está internada no Hospital Souza Aguiar, no centro da cidade

Solange Spigliatti, estadão.com.br

11 Agosto 2011 | 13h55

SÃO PAULO - A passageira Lisa Mônica Pereira, de 46 anos, baleada durante sequestro do ônibus da linha Praça XV-Duque de Caxias na noite de terça-feira permanece em estado grave, segundo a Secretaria Municipal de Saúde.

 

Veja também:

link PMs alvejaram ônibus e ferira reféns no Rio; cúpula da Segurança admite erro

link Entre os detidos está sobrinho de Beira-Mar

link 'Se PM não atirasse, minha mãe estaria em casa'

blog  Prioridade deveria ser proteger o cidadão e não atacar o 'inimigo'

 

 

 

Ela levou um tiro no tórax, sofreu fratura de costela e clavícula e contusão pulmonar. Lisa passou por cirurgia na terça-feira, quando chegou ao hospital. Ela está internada no Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro do Rio.

 

Nesta quinta-feria, a delegada da 6ª Delegacia de Polícia, em Cidade Nova, Sânia Carvalho, anunciou nesta quinta-feira, 11, que indiciará por lesão corporal os dois PMs que assumiram terem feitos os disparos contra o ônibus.

 

Além de Lisa, outros dois baleados durante o sequestro ao ônibus na Avenida Presidente Vargas permanecem internados no Hospital Municipal Souza Aguiar. A.P.C, de 56 anos, que levou um tiro no pescoço e passa bem, e F.G.S, de 30 anos, que recebeu um tiro na coxa esquerda, passa bem e está em observação.

Mais conteúdo sobre:
ônibussequestroRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.