Passageiro será indenizado por vôo que sofreu atraso

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) fixou em R$ 5 mil a indenização por danos morais a ser recebida pelo passageiro Paulo Roberto Bonavita. Ele moveu uma ação contra a South African Airways por conta de um atraso de 36 horas no vôo entre Johannesburgo e São Paulo, em outubro de 1997. O vôo, marcado para às 10 horas do dia 2 de outubro, foi cancelado por problemas mecânicos e os passageiros tiveram de aguardar por 12 horas até serem alojados num hotel da capital sul-africana. No dia seguinte, Paulo Roberto aceitou a opção de embarcar para São Paulo em vôo de outra companhia, com escala em Nova York. Como não tinha visto de entrada nos Estados Unidos, o passageiro foi mantido no aeroporto norte-americano sob vigilância das autoridades locais por mais de 12 horas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.