Passageiros enfrentam grandes filas para embarcar no Santos Dumont

Por causa do mau tempo, o aeroporto precisou ser fechado três vezes na segunda-feira e vários pousos foram desviados para o Aeroporto Internacional Tom Jobim

Marcelo Gomes e Wilton Júnior, O Estado de S. Paulo

04 de junho de 2013 | 10h19

RIO - Passageiros enfrentam grandes filas para embarcar no Aeroporto Santos Dumont, no centro do Rio de Janeiro, no início da manhã desta terça-feira, 4. Devido ao mau tempo que atingiu a cidade, o aeroporto precisou ser fechado três vezes na segunda-feira, 3, e vários pousos foram desviados para o Aeroporto Internacional Tom Jobim, na Ilha do Governador, zona norte. Com isso, nesta manhã há poucos aviões disponíveis no Santos Dumont, que agora opera visualmente para pousos e decolagens.

De acordo com a página da Infraero na internet, dos 36 voos programados para decolar do Santos Dumont até as 9h, 18 (50%) partiram com atraso e 3 (8,3%) foram cancelados.

Uma mulher que embarcaria nesta manhã no Santos Dumont morreu subitamente, provavelmente de infarto, segundo os bombeiros. A musicista Elze Cardoso, de 61 anos, havia acabado de parar o carro num estacionamento próximo ao aeroporto e andava para o saguão de embarque quando passou mal, ainda do lado de fora. A mulher morreu na hora. Elze seguia para São Paulo com uma amiga. Bombeiros estão no local.

O Aeroporto Tom Jobim opera com auxílio de instrumentos para manobras de pousos de decolagens desde as 7h. Dos 36 voos domésticos previstos até as 9h, 7 (19,4%) decolaram com atraso e outros 3 (8,3%) foram cancelados. E dos 7 voos internacionais programados até as 9h, 2 (28,6%) partiram atrasados.

Tudo o que sabemos sobre:
santos dumontaeroportofilas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.