Passageiros são alvo de ladrões em Congonhas

Proteja sua mala, esconda seu relógio, guarde seu laptop. Assim que desembarcar no Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, uma gangue pode estar esperando para roubá-lo. Na verdade, o assalto mesmo ficará por conta de bandidos que agem do lado de fora. Mas a localização da vítima é feita por "olheiros" que circulam pelo saguão do aeroporto.O "olheiro", passa por celular as informações sobre o carro e o caminho que o "alvo" tomou. Quatro pessoas que agiam dessa maneira foram presas em novembro, pela equipe do delegado Rui Barros, titular da delegacia do aeroporto. Segundo ele, dois integrantes recebiam as instruções e, numa moto, assaltavam a vítima. Logo depois, o objeto roubado era transferido para um Gol, dirigido pelo quarto bandido.?Ainda não dá para saber se há uma nova quadrilha agindo?, diz Barros. Independentemente dos novos fatos, com a ajuda de 64 câmeras, sua equipe continua fazendo rondas. Segundo o delegado, há três pessoas suspeitas sendo investigadas por dia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.