Passageiros se revoltam no aeroporto de Brasília

Passageiros revoltados com a suspensão dos vôos e com a falta de informações no Aeroporto de Brasília começaram a se revoltar, com gritaria e escrevendo expressões de protesto nos vidros. O empresário Eder Viana, que aguardava seu vôo para o Rio de Janeiro, já sala de embarque, desde as 17 horas, pegou um bastão de batom e escreveu no vidro que separa o saguão principal da sala de embarque: "Chega! Fora, Lula!" Outras pessoas no saguão seguiram a atitude dele e começaram a gritar frases de apoio ao empresário: "É isso", diziam e o aplaudiam.Viana acabou fazendo um discurso inflamado pedindo aos brasileiros que reajam, em busca de "seus direitos, e reclamem medidas às autoridades". Vários passageiros que também estavam na sala de embarque e resolveram sair para o saguão principal, que agora está completamente lotado.O senador capixaba Gerson Camata (PMDB), que também estava na sala de embarque, saiu dizendo que, lá dentro, não há nenhum espaço para as pessoas, porque vários passageiros que já haviam embarcado tiveram que sair dos aviões e voltar para a sala de embarque. "A situação está muito, muito tensa, lá dentro."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.