Passaporte com chip começa a ser emitido em Brasília e Goiânia

Cidades foram escolhidas para participar do período de testes do E-Passaporte emitido pela PF

Solange Spigliatti, Central de Notícias

10 de dezembro de 2010 | 14h38

SÃO PAULO - As cidades de Brasília e Goiânia foram escolhidas pela Polícia Federal para a implantação do projeto piloto do novo passaporte com chip eletrônico, também conhecido como E-Passaporte, já adotado por países da União Europeia, além do Japão, Austrália e Estados Unidos.

 

A cor azul, padronizada para países do Mercosul, será mantida no novo passaporte, que terá um símbolo na capa indicando a presença do chip, que será inserido na contracapa, não ficando exposto. A leitura será feita por radiofrequência e a página com informações do passageiro ainda será enrijecida.

 

A emissão em caráter experimental começou na última quarta-feira, 8, em Goiânia. Ainda não há informação sobre quantos passaportes do novo modelo já foram emitidos, segundo a PF, que salienta que o lançamento do novo modelo não invalida os anteriores ainda vigentes.

 

O novo documento de viagem vai armazenar mais dados e terá fácil leitura no controle migratório. Constarão no chip informações do portador que estão impressos na zona de leitura mecânica da caderneta (MRZ), foto digitalizada e impressões digitais.

 

Nesse projeto piloto, o novo passaporte passará por avaliações em vários aspectos, tanto nos procedimentos quanto nos sistemas, para depois ser lançado oficialmente em todo o País.

 

Atualmente a taxa para confecção do novo passaporte é de R$ 156,07. Para preencher o requerimento e obter outras informações o cidadão deve acessar o site da Polícia Federal  e clicar no link "Requerer passaporte".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.