Passarela em frente ao aeroporto é recolocada no lugar

A passarela que fica em frente ao aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, e que foi derrubada na madrugada desta quinta-feira, 8, por um caminhão, já foi recolocada no lugar, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), mas a pista sentido bairro-centro da Avenida Washington Luiz continua interditada, o que prejudica o trânsito no local.O congestionamento chega a três quilômetros, indo do Viaduto 11 de Junho ao Viaduto João Julião da Costa, na pista sentido aeroporto, da Avenida Washington Luís.Um poste de iluminação que foi danificado pelo acidente foi retirado e já começou a ser feita a limpeza do local. De acordo com a CET, a pista será liberada somente após o aval dos engenheiros responsáveis pelo conserto da passarela. Além do acidente, o denso nevoeiro que encobriu a cidade de São Paulo nesta quinta-feira, 8, interrompeu as operações do Aeroporto de Congonhas, atrasando o vôo que levou os deputados da integrantes da CPI do Tráfico de Armas, que foram de São Paulo para Presidente Bernardes tomar o depoimento de líder do Primeiro Comando da Capital (PCC), Marcos Camacho, o Marcola. O aeroporto já opera normalmente.GuarulhosNo Aeroporto de Guarulhos, um homem, aparentando problemas mentais, invadiu o aeroporto, assustando os passageiros. Ele entrou com seu veículo na área de desembarque, por volta das 7 horas, para, segundo a Polícia Militar (PM), abençoar o aeroporto. Ninguém ficou ferido. De acordo com a PM, José Luís de Oliveira é fanático religioso e foi encaminhado ao setor de psiquiatria do Hospital Municipal de Guarulhos. O veículo, com várias irregularidades, inclusive sem placa, foi apreendido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.