Pastor e missionária são denunciados por estupro de sete meninas no RJ

Moradores do bairro deixavam seus filhos com o pastor para receber aulas de religião e música

Fábio Grellet - O Estado de S. Paulo,

08 Março 2012 | 18h25

RIO DE JANEIRO - O pastor Reginaldo Sena dos Santos, de 59 anos, e a missionária Maria de Fátima Costa da Silva, de 58, que atuavam em Volta Redonda, na Região Sul Fluminense, são acusados pelo Ministério Público de estuprar sete meninas com idades entre 8 e 15 anos, de 2006 até fevereiro último. A denúncia oferecida à Justiça foi aceita nesta semana. Os dois estão presos e negam as acusações.

Santos foi preso em 4 de fevereiro, em sua casa, depois que a Polícia Militar recebeu uma denúncia anônima que acusava o pastor de abusar de crianças. Na casa dele, os agentes encontraram duas meninas, de 8 e 10 anos. Elas estavam sob a responsabilidade do pastor desde a noite anterior e confirmaram terem sido vítimas de abusos.

Segundo o Ministério Público, o pastor tinha a confiança dos adultos do bairro onde morava e eles deixavam seus filhos aos cuidados dele para receber aulas de religião e música. Enquanto estavam na casa de Santos, as vítimas recebiam a atenção da missionária Maria de Fátima, que mantém um relacionamento amoroso com o pastor. Ela o auxiliava na prática dos abusos. A missionária foi presa nesta semana.

O casal responderá por estupro de vulnerável, punido com pena de 8 a 15 anos de prisão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.