Patrimônio histórico de MG ganha acordo de proteção

A fim de combater os crimes contra o patrimônio histórico e artístico de Minas Gerais, diversas instituições públicas estaduais, federais e da Igreja assinaram um convênio nesta quinta-feira. O acordo assinado prevê a cooperação entre os signatários na proteção do patrimônio. Assinam o acordo as seguintes instituições: secretaria estadual de Cultura de MG, secretaria estadual de Defesa Social de MG, Ministério Público do estado de Minas, Arquidiocese de Belo Horizonte, Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Associação das Cidades Históricas e o Ministerio da Cultura. Fotos e informações sobre peças de arte sacra desaparecidas ou roubadas de igrejas de Minas Gerais estão publicadas na internet. Trata-se de um inventário virtual cujo endereço também receberá denúncias anônimas sobre crimes contra o patrimônio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.