Patrus e Pimentel vão disputar prévia pelo PT mineiro

De nada adiantaram os apelos do presidente Lula. Sem conseguir chegar a um acordo com o ex-ministro do Desenvolvimento Social, Patrus Ananias, o ex-prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel, inscreveu-se ontem para disputar prévia com o colega, na tentativa de definir quem será o indicado pelo PT para concorrer ao governo de Minas.

Vera Rosa, O Estado de S.Paulo

13 de abril de 2010 | 00h00

Uma semana depois de a pré-candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, causar desconforto no PMDB ao defender a dobradinha com o governador tucano de Minas, Antonio Anastasia, a queda de braço na seara petista representou mais um revés.

"Eu tentei de todas as formas o acordo, mas não foi possível e tudo indica que haverá prévia no início de maio", disse Pimentel.

"O estatuto do PT estabelece esse mecanismo de escolha quando há mais de um postulante ao mesmo cargo e isso é democrático", argumentou Patrus.

Preocupado com a construção do palanque para Dilma em Minas, Lula pediu a Patrus e a Pimentel, no mês passado, que se entendessem com o então ministro das Comunicações, Hélio Costa (PMDB). "Acho muito estranho que Patrus e Pimentel resolvam disputar prévia agora", disse o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha. "Os dois haviam dado sinais de que construiriam um processo de entendimento." /

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.