Paulinho da Viola torce por reconciliação entre Beth Carvalho e a Mangueira

O compositor Paulinho da Viola disse na madrugada desta terça-feira, após desfilar pela Portela, que torce para que a direção da Mangueira e a sambista Beth Carvalho possam se reconciliar. Na apresentação da escola verde e rosa, na segunda-feira, 19, a compositora foi expulsa de um carro alegórico e acabou sem desfilar. Beth havia pedido para não sair no chão, como sempre fazia, porque estava com um problema na coluna. Inicialmente, a diretoria disse que não havia lugar para ela, mas antes do início do desfile voltou atrás. Porém, minutos antes da apresentação, Beth acabou sendo retirada de um dos carros alegóricos. "Eu gostaria que esse caso fosse superado e a Beth voltasse a desfilar na Mangueira", declarou. Paulinho da Viola aguardou com expectativa sua entrada na avenida. Ele desfilou no alto de um carro da Portela junto com outros baluartes da escola. "Eu me orgulho muito de estar nesse carro", declarou.

Agencia Estado,

20 Fevereiro 2007 | 03h05

Mais conteúdo sobre:
carnaval carnaval 2007

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.