Paulistanos ainda enfrentam trânsito complicado

Os congestionamentos nas marginais do Tietê e do Pinheiros diminuíram na tarde desta quinta-feira, 26, mas o paulistano ainda enfrentava trânsito complicado por conta do movimento intenso de veículos. Às 16 horas, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET)registrou 99 quilômetros de lentidão, índice acima da média para o horário, que é de 64 km. O trecho mais crítico ainda estava na pista expressa da Marginal do Tietê, sentido Penha-Lapa, onde o motorista reduzia por cerca de 14,5 quilômetros, desde o Viaduto Imigrante Nordestino até a Ponte Julio de Mesquita Neto.Pela via local, a lentidão era de 9,5 quilômetros, desde a Ponte Aricanduva até o Sambódromo do Anhembi.Já na pista expressa da Marginal do Pinheiros, sentido Interlagos, o trânsito estava carregado por 7,5 quilômetros, desde a Avenida Alexandre Mackenzie até a Ponte Engenheiro Ary Torres.Em razão de acidentes ocorridos pela manhã,principalmente com motos,o motorista enfrentou problemas nas marginais do Tietê e do Pinheiros até por volta das 13h30. O mais grave foi na pista local da Marginal do Pinheiros, às 09h45, onde um acidente envolvendo um caminhão e uma moto causou a morte de uma pessoa na altura da Ponte Cidade Jardim. Duas faixas da esquerda permaneceram interditadas até as 13 horas. Ao todo, foram registrados quase 32 quilômetros de lentidão nas duas marginais, no início da tarde. A lentidão começava na pista local Marginal do Pinheiros, sentido Interlagos, próximo à Ponte Ary Torres, e atingia toda a extensão da Marginal do Tietê, sentido Penha-Lapa, até o Viaduto Imigrante Nordestino. A CET chegou a recomendar para que os motoristas evitassem as marginais. Na tarde desta quinta, a Avenida Salim Farah Maluf, sentido Marginal do Tietê, também estava com 6,5 quilômetros de trânsito lento, desde a Avenida Luiz Ignácio de Anhaia Mello até a Ponte Tatuapé. Pelo Corredor Norte-Sul, formado pelas avenidas 23 de Maio, Rubem Berta e Moreira Guimarães, sentido Santana, o motorista reduzia a velocidade por 4,5 quilômetros, desde a Passarela do Detran até a Praça João Mendes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.