Paulistanos encaram segundo dia de greve do Metrô

Antes das 10h da manhã desta quarta-feira, horário em que representantes da Companhia do Metropolitano e do Sindicato dos funcionários da empresa se reunirão no Tribunal Superior do Trabalho para definir ou não o fim da greve, cerca de 2,5 milhões de paulistanos sofrerão mais uma vez com a greve do Metrô. O rodízio municipal de veículos foi cancelado e o estacionamento na Zona Azul liberado. Os metroviários exigem pagamento do dissídio de 18, 13%, já determinado pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT),relativo a maio. O Metrô, antes de retirar a proposta, entrou com recurso no TST e diz que só pode pagar 8% e dois abonos de 48%, em agosto e fevereiro de 2004. "Mais que isso vamos comprometer a saúde financeira da empresa", disse o gerente de Recursos Humanos do Metrô, Fábio Nascimento. A Assessoria Econômica do Tribunal sugeriu 14% de reajuste já, 4% em novembro e dois abonos de 8%. O Metrô negou e outra proposta foi feita, com os abonos caindo para 6%. Nova negativa e o juiz João Carlos Araújo sugeriu 10% já, 5% em novembro e 3 16% em abril. Os dois lados ficaram insatisfeitos. Alternativas - A São Paulo Transportes(SPTrans) prolongou várias linhas de ônibus municipais que têm ponto final nas proximidades de estações de Metrô. Os ônibus seguem até o Parque Dom Pedro II. É o caso das linhas que vão até o Metrô Artur Alvim. Os ônibus seguem pela Radial Leste até a região central de São Paulo. O mesmo ocorre com linhas que vão normalmente até a estação Itaquera do Metrô. Linhas que partem da região de São Miguel Paulista até estações de Metrô operam pela Avenida São Miguel, depois pela Avenida Celso Garcia e, por fim, permitem o acesso aos paulistanos ao Parque Dom Pedro II. As informações são da Rádio CBN, de SP. Intermunicipais - Os ônibus interminicipais gerenciados pela Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos(EMTU), operados pela empresa Metra, que servem o corredor de trólebus ABD, podem ser opções na zona sul de São Paulo. Os veículos partem de São Bernardo do Campo e Diadema e vão até o Terminal Jabaquara, de onde é possível tomar ônibus municipais para a região central de São Paulo. Ainda da região do Terminal Jabaquara, há um ônibus municipal que sai do limite dos municípios de São Paulo e Diadema e vai até o cruzamento das Avenidas Paulista e Bernardino de Campos. Esta linha serve como opção para os usuários que normalmente utilizam a linha Azul do Metrô e depois fazem baldeação com a linha Verde (que serve o ramal da Paulista). Como opção à linha verde, existem várias linhas de ônibus que servem a Avenida Paulista inteira: como as linhas Jardim Guaraú, Hospital das Clínicas, Lapa, Avenidas 508 L e Perdizes. A EMTU prolongou o itinerário de 99 linhas intermunicipais até a estação da Luz, centro de São Paulo, para atender os passageiros que utilizam o metrô. A linha 811, operada por micronibus da Viação Padre Eustáquio(Vipe) e que faz o itinerário Santo André (Bairro Príncipe de Gales) - São Paulo (Metrô Ana Rosa) foi estendida até a estação Clínicas do Metrô. A frota operacional das 14 linhas intermunicipais que têm ponto final no Parque D. Pedro foi reforçada com 130 veículos. As linhas intermunicipais, operadas pelas Viações Padre Eustáquio, Santa Paula, Ribeirão Pires e EAOSA (Empresa Auto Ônibus Santo André), servem na capital paulista as regiões do Ipiranga e Sacomã. No sentido Parque Dom Pedro, os ônibus seguem pela Rua do Manifesto , e no sentido ABC utilizam a Rua Silva Bueno. Em outro ponto da zona leste de São Paulo, região do Parque São Lucas, há ônibus intermunicpais que partem de Santo André, no ABC paulista, e chegam até a Estação da Luz ou Parque Dom Pedro II. A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) opera com 100% por cento da frota, além de estender os horários de pico e reduzir os intervalos entre os trens de 12 minutos para 8 minutos, com o objetivo de atender a maior demanda de passageiros. A Estação Corinthians Itaquera da CPTM, na linha E, permanece fechada para embarque e desembarque, devido à interligação com o Metrô.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.