AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

PCC controla o tráfico no Mato Grosso do Sul, fala juiz

Além de promover rebeliões em presídios, o PCC (Primeiro Comando da Capital) manda no narcotráfico e crimes de pistolagem no MS, segundo o juiz federal Odilon de Oliveira, que atua no combate ao crime organizado. "A região de fronteira, principalmente do lado paraguaio, está infestada de ´soldados´ do PCC, muitos deles desempenhando o papel de pistoleiros". O magistrado disse ainda que a organização criminosa mantém laços estreitos com as FARC (Forças Armadas Revolucionárias), da Colômbia. "Eu tenho um vídeo com imagens de treinamento de seqüestros no interior do território paraguaio, distribuído por guerrilheiros das Farc a paraguaios e brasileiros", ressaltou. Em seguida acrescentou que desse treinamento resultou o seqüestro de Cecília Cubas, em 2004, filha do ex-presidente Cubas. Cecília foi assassinada no cativeiro no fim de 2004. Outro seqüestro com indícios de que tenha sido praticado pelo mesmo grupo foi o de Edithe Bordón Debernardi.Odilon informou também que Nilton César Antunes Veron, preso em Pedro Juan Caballero com 102 quilos de cocaína em janeiro de 2005, atualmente detido em Assunção, é um dos líderes do PCC. Cesinha, além de traficante de alto porte, controla um exército de pistoleiros do PCC na fronteira.Para ele, todo grupo de criminosos possui receitas e despesas. "No caso do PCC, a receita provém do tráfico de drogas, seqüestros, chantagem, mensalidades de ex-presidiários e pistolagem. O PCC é um dos grupos terroristas mais fortes da América do Sul".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.