PDT e Apolinário são multados por propaganda antecipada

O candidato a governador do Estado de São Paulo Carlos Apolinário e seu partido, o PDT, terão de pagar multa de R$ 21.282,00 cada um por realizar propaganda eleitoral antecipada. A decisão é do juiz auxiliar, James Siano, que julgou procedente representação do Ministério Público Eleitoral.Segundo informações do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de São Paulo, no dia 08 de maio, durante a propaganda partidária veiculada em rádio, foram transmitidas mensagens que caracterizaram propaganda eleitoral de Apolinário.Conforme a decisão, o "representado Carlos Apolinário, de maneira clara, objetiva e inequívoca, manifestou seu desejo de tornar-se governador do Estado, fazendo pedido implícito de votos ao eleitorado, ao afirmar que ´Juntos, eu, você e o PDT vamos governar São Paulo´".A propaganda eleitoral em rádio e televisão é restrita ao horário eleitoral gratuito, que começa em 15 de agosto. O candidato pode recorrer da decisão no TRE.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.