PDT faz críticas ao governo e assina CPI dos Pedágios

Em um sinal de que pode estar a caminho de se tornar oposição ao governo Geraldo Alckmin, o PDT - com uma bancada de quatro deputados - decidiu apoiar o PT e assinou um pedido de CPI na Assembleia Legislativa para investigar a cobrança de pedágios no Estado. Mesmo com o apoio pedetista, contudo, o PT reuniu apenas 31 das 32 assinaturas necessárias para a instalação da CPI.

Lucas de Abreu Maia, O Estado de S.Paulo

29 Abril 2011 | 00h00

Depois de um discurso em que fez duras críticas ao governo Alckmin, o líder do PDT na Assembleia, José Bittencourt, anunciou ontem o apoio ao pedido de investigação do PT. "Sou aliado (de Alckmin), mas não alienado", disse. Para ele, a investigação dos pedágios "pode contribuir com ideias para o governo".

O líder do PSDB, Orlando Morando, ironizou a atitude: "Depois (o PDT) tem suas reivindicações atendidas e retira as assinaturas da CPI."

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.