Peça desconhecida de Aleijadinho é exibida

Escultura de São Manoel teria sido feita no período em que ele serviu em quartel em Minas

José Maria Tomazela, SOROCABA, O Estadao de S.Paulo

26 Agosto 2009 | 00h00

Uma escultura feita pelo mestre do barroco brasileiro Antonio Francisco Lisboa, o Aleijadinho (1730-1814), provavelmente no período em que ele servia como soldado num batalhão de Minas Gerais, está em exposição, pela primeira vez, em Itu, a 98 quilômetros de São Paulo. A peça de pedra-sabão branca, também conhecida como pedra talco, retrata São Manoel e faz parte da exposição O Soldado, organizada pelo Exército, com o apoio da prefeitura. A mostra conta com outras 19 obras de Aleijadinho, dez delas de autoria confirmada recentemente, mas a atração principal é mesmo a pequena escultura de 21 centímetros que o historiador Márcio Jardim, autor do catálogo da obra do escultor, considera de grande importância histórica. "É de um material raramente empregado na escultura devocional de pequeno ou médio porte", afirma no laudo que atesta a autoria da obra. Ele acredita que o santo foi esculpido na fase de maturidade média do artista, entre 1771 e 1780. De acordo com documentos garimpados pelo curador da mostra, Marcelo Galvão Souza Lima, naquela época Aleijadinho foi soldado da Infantaria dos Homens Pardos da Guarnição da Vila Rica, na então capitania de Minas Gerais. O comandante do 2º Grupo de Artilharia de Campanha Leve de Itu, coronel Carlos Sérgio Camara Saú, pediu que os documentos fossem reproduzidos em banners. "Era uma história que estava perdida e estamos resgatando", disse. Entre os documentos, há um recibo do soldo pago a Aleijadinho. O acervo está exposto na Igreja de São Luís do Regimento Deodoro, o quartel de Itu. Os visitantes verão pela primeira vez cinco medalhões pintados pelo religioso italiano Giovanni Maria Alberani por volta de 1880, resgatados após ficarem quase um século escondidos sob camadas de tinta. A exposição, que marca também o Dia do Soldado, fica aberta até domingo. Exposição O Soldado: No Regimento Deodoro (Quartel do Exército), Praça Duque de Caxias, 284, centro, Itu. Das 9 às 17 horas. Entrada gratuita

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.