Peças de sistema de controle de vôo são furtadas no CE

Por se tratar de equipamento 'a mais' para indicar navegação de aviões, o furto não chegou a afetar operações

Carmen Pompeu, do Estadão,

28 Agosto 2007 | 15h19

A Força Aérea Brasileira (FAB) abriu um inquérito para apurar o furto de um ar-condicionado e de uma bateria que fazem parte do sistema de transmissão para navegação por rádio, chamado de VOR. O instrumento, que auxilia pilotos durante procedimentos de pousos e de decolagens de aeronaves, foi levado da pista do Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza, no fim de semana. A falta foi sentida no sábado, quando o VOR deixou de funcionar.   De acordo com o comandante da Base Aérea deFortaleza, coronel-aviador Rogério Gammerdinger Veras, por se tratar de um equipamento "a mais" para indicar a navegação dos aviões, o furto não chegou a afetar a operacionalização do aeroporto. Ainda segundo ele, novas peças foram colocadas na segunda-feira e o sistema já está funcionando normalmente.   O VOR é um equipamento grande. O do aeroporto de Fortaleza está instalado a 440 metros da cabeceira de uma das pistas. Depois do furto, um segurança, que ficava a 200 metros de distância, passou a ficar a 100 metros, limite máximo permitido. Esses sistemas são instalados e mantidos pela Aeronáutica, que controla o tráfego aéreo no País. O inquérito que apura o caso deverá ficar concluído em 40 dias.   Matéria ampliada às 18h21

Mais conteúdo sobre:
Controle de vôoVOR

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.